Festival dos Coros da Angónia em memória dos Mártires de ChapoteraRES DE CHAPOTERA

No dia em que a Diocese de Tete se reuniu para celebrar o 32º aniversário do assassinato dos Padres João de Deus Kamtedza e Sílvio Alves Moreira, decorreu o Festival dos Coros das Paróquias da Vigararia da Angónia. A iniciativa foi organizada pela Comissão Diocesana de Liturgia e Musica Religiosa e contou com 27 coros das 9 paróquias da vigararia da Angónia.

O tema do festival era a vida e martírio dos Mártires de Chapotera. Durante meses os membros dos grupos corais estudaram a vida e recolheram informações sobre os Padres João de Deus Kamtedza e Sílvio Moreira e compuseram as letras e a melodia dos cânticos. Foram horas de ensaio para melhor dar glória a Deus pela vida e obra destes missionários de fé, coragem e caridade que marcaram e continuam a marcar os fiéis da Angónia e as suas comunidades cristãs.

Perante uma numerosa plateia, no domingo, dia 30 de Outubro, depois da Missa presidida pelo Bispo de Tete, Dom Diamantino Antunes, os 27 coros cantaram e encantaram os presentes. Foi uma longa maratona sinfónica e polifónica que mostrou quanto o cântico litúrgico é amado e bem cultivado pelos católicos desta região.

Foi o Padre João de Deus Kamtedza, excelente músico, que introduziu e animou a constituição de coros na Angónia a partir de 1966 e incentivou a introdução de instrumentos musicais locais na celebração litúrgica.

Um Júri composto por diferentes membros , analisou de forma rigorosa o desempenho de cada grupo coral tendo em consideração vários itens da actuação: musica, letra, apresentação, etc. Venceu o Coro de São Luís da Paróquia de Nossa Senhora das Graças de Vila Ulonguè.

O importante foi participar e louvar a Deus pela vida, obra e martírio dos Servos de Deus João de Deus Kamtedza e Sílvio Alves Moreira. 

coros 1  coros 3 coros 4


Imprimir   Email